Sim… O mecanismo exato desse efeito não é conhecido, mas acreditamos que o sol estimule a liberação de endorfina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem-estar. Vários estudos sugerem a ação antidepressiva do sol.

O Sol Combate a Depressão


Nos países nórdicos, o índice de suicídio aumenta muito no inverno, quando os dias têm períodos muito curtos de luz solar. E, mesmo aqui no Brasil, depois de três ou quatro dias seguidos de chuva, já percebemos uma alteração no humor das pessoas, que se tornam mais aborrecidas.
Basta o sol sair e elas melhoram.
O astro também oferece outros benefícios, como: O estímulo a produção de vitamina D, essencial para o fortalecimento dos ossos. O que pouca gente sabe é que, para usufruir essa vantagem, devemos tomar sol entre 10 da manhã e 2 da tarde, quando há uma prevalência de raios UVB, responsáveis pela síntese da vitamina D. Como a exposição a luz solar nesse horário traz riscos a saúde ( queimaduras, envelhecimento e até câncer de pele), o segredo é não exagerar. Trinta minutos são suficientes e nem é necessário se expor diretamente aos raios. Basta ficar próximo a uma janela aberta, recebendo a iluminação.
Então vamos aproveitar que temos o privilégio de ter o sol brilhando quase o ano inteiro e, sermos mais felizes!

O sol combate a depressão? Em caso de dúvidas, procure um especialista!

Em caso de dúvida procure um Endocrinologista.
Dr José Albino Médico Especialista em Endocrinologia e Metabologia em Florianópolis.
Santa Catarina